PREFEITO DEIRÓ MARRA E O PROJETO HABITACIONAL PARA PATROCÍNIO. PARALISADO(?)

2

Um projeto com fins especulativos e políticos, sem fins sociais. Afirmam.

Prefeito Deiró assinou projeto com a COHAB em 2017, mas a obra não foi realizada.
Foto: site webradiocidadamuriae.minhawebradio.net

DESDE QUE ASSUMIU A PREFEITURA DE PATROCÍNIO, O PREFEITO DEIRÓ MARRA, NÃO CUMPRIU SEU PLANO DE GOVERNO PARA CONSTRUÇÃO DE MORADIAS PARA AS FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA DO MUNICÍPIO, E AO INVÉS DISSO, CRIOU APENAS PROJETO DENOMINADO ALUGUEL SOCIAL QUE TAMBÉM NÃO FOI COLOCADO EM PRÁTICA.

Em 2017, o prefeito divulgou na imprensa, a assinatura do projeto inicial para construção de 400 apartamentos. Mas tal projeto, assinado há praticamente 2 anos, não saiu do papel.

Clique no link e leia a notícia: https://webradiocidadamuriae.minhawebradio.net/noticia/245760/deiro-marra-assina-com-cohab-projeto-para-habitacao-em-patrocinio

Íntegra da notícia: ” DEIRÓ MARRA ASSINA COM COHAB PROJETO PARA HABITAÇÃO EM PATROCÍNIO.

Ao lado do Presidente da Câmara, Thiago Malagoli, o prefeito de Patrocínio, Deiró Marra, assinou com o presidente da Companhia de Habitação de Minas Gerais (Cohab-MG), Alessandro Marques, o projeto inicial para construção de aproximadamente 400 moradias populares no município de Patrocínio.

Alessandro esteve em nossa cidade especialmente para iniciar o processo de habilitação e implantação do empreendimento de morarias populares pela Cohab em nosso município. Isto porque o projeto contempla a construção de um condomínio fechado, verticalizado, composto por prédios que abrigarão apartamentos destinados a famílias classificadas na faixa de renda um e meio e que serão adquiridos mediante financiamento subsidiado pela Cohab com recursos oriundos do FGTS.

No projeto assinado, a primeira leva contendo 176 moradias já está projetada e aprovada pela Cohab e Prefeitura sendo que o próximo passo para a fase de projetos é a aprovação pela Caixa Econômica Federal, que deve acontecer ainda este mês, de acordo com a previsão do presidente Alessandro Marques. Durante o processo natural das primeiras moradias, as demais passarão pelo mesmo rito, tendo projeto arquitetônico e de área aprovado pela Cohab e Prefeitura e posteriormente pela Caixa.

As parcelas pagas mensalmente devem partir do valor de aproximadamente R$ 350 por mês, de acordo com o subsídio e a faixa de renda do mutuário, que deve ser inscrito no pré-cadastro e posterior cadastro da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social.

Bastante firme, o prefeito iniciou seu discurso ressaltando que o critério respeitado na concessão das moradias será tão somente o social: “Não vou permitir, nem compactuar que sequer se mencione outro critério para a indicação destas famílias, que não seja o social. Temos a satisfação de finalizar nosso primeiro ano de governo com essa grande conquista, mas é publico e notório que essa conquista na verdade é da população de Patrocínio, sobretudo daqueles que mais precisam e esperam até hoje por uma chance de conseguir a casa própria. Pra esses sim, vamos levar essa oportunidade com um grande sorriso no rosto e o coração cheio de alegria e gratidão”.

CONDOMÍNIO VERTICALIZADO

De acordo com o presidente da Cohab, o projeto de Patrocínio, dependendo da celeridade do processo documental e de construção, o condomínio de Patrocínio pode ser o segundo condomínio verticalizado feito pela Companhia em Minas, sendo que o primeiro foi em Capitólio.

Perguntado pela imprensa local como se deu o fechamento das intenções e assinatura do projeto em apenas 11 meses de nova administração, Alessandro Marques explicou, “Sabemos da abertura que Deiró tem no Governo de Minas em todas as pastas e inclusive até brincamos que sempre tem um secretário de Governo vindo a Patrocínio para atender ao prefeito porque sabemos da sua seriedade e da grande visibilidade que Patrocínio tem ganhado todos os dias” contextualizou Alessandro.”

COMENTÁRIO DA NOTÍCIA

Contudo, o que se sabe é que o prefeito, no ano de 2018, ano eleitoral, havia convocado a população para preencher um cadastro junto a secretaria de desenvolvimento social, mas as famílias não mais foram informadas do andamento do projeto e, muito menos, houve divulgação na imprensa local a respeito. Com a palavra, o prefeito de Patrocínio.

2 COMENTÁRIOS

  1. A Secretaria de Desenvolvimento está sempre com cadastro em aberto. Não há divulgação da lista de espera. Durante o mandato do atual prefeito não foi construída nenhuma moradia para a população de baixa renda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here